OMS tira transsexualidade da lista de transtornos mentais

O anúncio antecipa a apresentação da CID-11 na Assembleia Mundial da Saúde de 2019, mas só deve entrar em vigor em 2022

A comunidade LGBT ainda enfrenta muito preconceito. (Ritchie B. Tongo/EFE)

Organização Mundial da Saúde (OMS) anunciou a retirada da transsexualidade da lista de doenças mentais. Na nova versão da Classificação Internacional de Doenças, a CID-11, a transsexualidade foi reclassificada de “distúrbio de identidade de gênero” para “incongruência de gênero” e transferida para a categoria de saúde sexual ao invés de categorizada como transtorno de saúde mental.

Segundo a organização, a mudança ocorreu porque agora há evidências suficientes sugerindo que a transsexualidade não é um transtorno mental e uma classificação errônea pode trazer estigmatização para as pessoas que se identificam como transgênero. “Todas as evidências disponíveis foram revisadas e discutidas por um grupo consultivo externo, juntamente com a base científica desta condição e o feedback da comunidade profissional e das comunidades envolvidas formou a base dessa decisão”, explicou Lale Say, coordenador da OMS para o Departamento de Saúde Reprodutiva e Pesquisa, em coletiva de imprensa.

fonte: VEJA

Fechar Menu
Contato via WhatsApp